Orçamento Participativo das Escolas – Propostas do 3º ciclo

Escrito por em . Publicado em Diversos, Divulgação

O Orçamento Participativo das Escolas é um processo democrático, com várias etapas, que garante aos estudantes a possibilidade de participarem, de acordo com as suas ideias, preferências e vontades, no desenvolvimento de um projeto que contribua para a melhoria da sua escola.

Propostas do 3º ciclo


Proposta A: Pela partilha e união, chegaremos à igualdade.
Gostaríamos de tornar o espaço da “Casa do Aluno” num local de união, onde todos os alunos pudessem usufruir desse lugar.
Criaremos um horário definido para os alunos praticarem jogos de tabuleiro, utilizarem os computadores ou até poderem usar uma sala dedicada à Música.

Objetivos:
• Colocar cadeiras e sofás confortáveis;
• Adquirir armários para acomodar os materiais e equipamentos;
• Estimular o convívio e a interacção entre todos os alunos;
• Promover o espírito de união e a igualdade;
• Renovar a pintura do espaço;
• Equipar a sala com jogos lúdico-didáticos.


Proposta B: Sala de jogos renovada, satisfação assegurada.
A sala de jogos é um dos espaços mais frequentados pelos alunos quando, por qualquer motivo, os professores não podem dar aulas, mas é um espaço pouco atractivo e pouco acolhedor. Assim sendo, pretende-se adquirir novos jogos didáticos e remodelar a sala dos jogos, retirando as mesas e cadeiras antigas e colocando equipamentos mais confortáveis, tais como pequenos sofás, cadeiras, mesas de centro e “pufes”.

Objetivos:
• Colocar mesas e assentos confortáveis;
• Recuperar e embelezar o espaço da sala de jogos;
• Estimular o convívio e a interacção entre os alunos;
• Renovar a pintura do espaço;
• Embelezar a sala de jogos;
• Equipar a sala com jogos diversos;
• Promover o sentido de responsabilidade.


Proposta C: Dá descanso ao pedal
Criar um espaço para parqueamento exclusivo de bicicletas na Escola Júlio Brandão que seja seguro e bem localizado.

Objetivos:
• Suportar as bicicletas recorrendo a pelo menos dois pontos de apoio.
• Evitar que a roda dianteira rode sobre si.
• Permitir que tanto o quadro como as rodas da bicicleta sejam fixos ao suporte.
• Suportar bicicletas que não tenham tubo horizontal superior (quadros com entrada baixa ou “de senhora”).
• Permitir que a fixação de ambas as rodas e do quadro, possa ser efetuada com recurso a cadeados do tipo “U” ou “D”.
• No seu design deve ser tido em conta que os mesmos constituem uma barreira para pessoas invisuais, e por isso devem ter elementos que identifiquem a sua presença.

Orçamento Participativo das Escolas – Propostas do secundário

Escrito por em . Publicado em Diversos, Divulgação

O Orçamento Participativo das Escolas é um processo democrático, com várias etapas, que garante aos estudantes a possibilidade de participarem, de acordo com as suas ideias, preferências e vontades, no desenvolvimento de um projeto que contribua para a melhoria da sua escola.

Propostas do secundário


Proposta A: Para uns intervalos mais divertidos, para darmos música aos teus ouvidos.

Objetivos:
* Criação de uma rádio na escola composta por 4 colunas no átrio e 6 no polivalente.
* Sistema de som constituído por uma mesa de mistura e um microfone.
* Móvel para resguardar.


Proposta B: Menos monotonia, Mais alegria.

Objetivos:
* Criação de um espaço jovem de entretenimento entre os Blocos A e B.
* Colocação de alguns jogos tradicionais (ex.matraquilhos) e telas com desenhos e padrões coloridos.
* Proporcionar um espírito competitivo saudável nos alunos e um espaço de descontração com mais qualidade.

Orçamento Participativo das Escolas

Escrito por em . Publicado em Diversos, Divulgação

O Orçamento Participativo das Escolas é um processo democrático, com várias etapas, que garante aos estudantes a possibilidade de participarem, de acordo com as suas ideias, preferências e vontades, no desenvolvimento de um projeto que contribua para a melhoria da sua escola.

Procedimentos

1 – O coordenador local da medida deve prestar apoio aos estudantes:

  • Prof. Luís Pereira na Esc. Sec. Camilo Castelo Branco;
  • Prof. Júlio Sá na EB 2,3 Júlio Brandão.

2 – Desenvolvimento e apresentação de propostas — até ao final do mês de fevereiro (entregar na secretaria ou aqui).

  • As propostas são elaboradas por estudantes do 3.º ciclo do ensino básico ou do ensino secundário que identifiquem claramente uma melhoria pretendida na escola, através da aquisição de bens e/ou serviços que sejam necessários ou convenientes para a beneficiação do espaço escolar e/ou destinados a melhorar os processos de ensino-aprendizagem e do qual possa beneficiar ou vir a beneficiar toda a comunidade escolar.

3 – Divulgação e debate das propostas — de 9 a 20 de março

4 – Votação das propostas — no dia 22 de março

5 – Apresentação dos resultados – de 22 a 29 de março

6 – Financiamento: 1€ por cada aluno do 3.º ciclo do ensino básico e/ou do ensino secundário que frequente o referido estabelecimento de ensino.

7 – Financiamentos suplementares: A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão vai comparticipar com um valor igual ao atribuído pelo IGeFE. A Associação de Pais da Esc. Sec. Camilo Branco também aderiu a esta iniciativa, pelo que o valor total a considerar para o Orçamento Participativo das Escolas é:

  • Escola Sec. Camilo Castelo Branco: 2900€ (valor a confirmar pelo IGeFE)
  • Escola EB 2,3 Júlio Brandão: 1548€ (valor a confirmar pelo IGeFE)

8 – A execução da medida deve ser feita até ao final de 2019.

Mais informações em https://opescolas.pt/

 

Regulamento orçamento participativo
Proposta para o 3º ciclo
Proposta para o secundário