IV Olimpíadas de Filosofia

Escrito por em . Publicado em Cultural

Filosofia

Atividade: Participação nas IV Olímpíadas Nacionais de Filosofia

1ª FASE

Seleção dos alunos representantes do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco

INSCRIÇÃO:

(Download da Ficha de Inscrição)

É feita através da “Ficha de inscrição/Declaração” disponibilizada nesta mesma página (ou obtida junto de um dos professores de Filosofia), entre os dias 02 de fevereiro a 09 de fevereiro; depois de preenchida e assinada pelo encarregado de educação, deverá ser entregue, dentro do referido prazo a qualquer um dos professores de filosofia.

SELEÇÃO:

Os interessados deverão realizar uma prova, no dia 19 de fevereiro, entre as 15:15 e as 16:45, na sala B1.7 da Escola Secundária Camilo Castelo Branco.

A prova a realizar será um “Ensaio Filosófico” acerca de um de 3 tópicos propostos.

Material necessário: caneta indelével de tinta azul ou preta.

AVALIAÇÃO DA PROVA:

Os trabalhos serão avaliados por, pelo menos, dois professores de Filosofia, tendo em conta a relevância dos conteúdos convocados para o desenvolvimento do tema, a compreensão filosófica sobre o tema sugerido, a capacidade persuasiva e de argumentação, a coerência e a originalidade.

Cada avaliador propõe a sua classificação numa escala de 1 a 10 pontos (utilizando-se intervalos de 0,5), sendo que:

    • De 7,5 a 10 pontos significa: “Sugiro que este ensaio prossiga para o próximo momento de avaliação”.
    • De 5,5 a 7 pontos significa: “Não sugiro este ensaio, mas concordo se alguém o escolher”.
    • De 1 a 5 pontos significa: “Sugiro que este ensaio não seja aceite para o próximo momento de avaliação”.

Os trabalhos com menos de 10 pontos no total serão excluídos.

Em caso de empate relativo ao 1º ou 2º lugares, um terceiro avaliador tomará a decisão.

Os alunos que obtiverem a melhor classificação na prova serão os representantes do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco nas IV Olimpíadas Nacionais de Filosofia.

2ª FASE

Representação do AECCB nas IV Olimpíadas Nacionais de Filosofia

A inscrição dos alunos e professor acompanhante deverá ser feita até ao dia 6 de março de 2015. Nessa inscrição deverá constar a intenção do aluno participar/não participar (caso seja um dos primeiros classificados a nível nacional) nas Olimpíadas Internacionais.

As IV Olimpíadas realizar-se-ão nos dias 17 e 18 de abril de 2015 na Escola Secundária de Montemor o Novo. Aí será realizada, em Word, uma prova de ensaio acerca de um de quatro tópicos propostos e, no caso dos alunos interessados em eventualmente participar nas Olimpíadas Internacionais, uma prova de língua estrangeira.

Nota: De referir que poderá haver lugar a uma prova intermédia, a realizar na ESCCB (caso haja mais de 60 alunos inscritos).

O Regulamento das Olimpíadas Nacionais, bem como todas as informações disponíveis acerca das mesmas pode ser encontrado no site:
https://sites.google.com/site/prosofos/

Como escrever um ensaio de filosofia – James Pryor

Como escrever um ensaio filosofico – Artur Polonio

Vila Nova de Famalicão, 31 de Janeiro de 2015
O Subdepartamento 410 (Filosofia)

Celebração de La Chandeleur

Escrito por em . Publicado em Cultural

crepes_frances

Durante o dia 2 de fevereiro, vai decorrer na escola sede e na escola básica Júlio Brandão do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco uma atividade organizada pelo subdepartamento de francês para festejar o dia da “chandeleur”. Esta atividade pretende assinalar uma tradição francesa e procurará envolver toda a comunidade escolar, tendo um forte cariz cultural com o objetivo de dar a conhecer a França, as suas tradições, a cultura e a história. E, claro, a gastronomia com os tão afamados crepes.

Este dia acontece passados 40 dias depois do Natal. O nome “La Chandeleur” é derivado do latim (candelaria – candeia) e a sua origem remonta à antiguidade Romana em que se fazia uma festa em honra do deus Pã, deus dos bosques, dos campos, dos rebanhos e dos pastores.

Durante essa festa, à noite, os fiéis andavam nas ruas com tochas. A partir do século XIV, esta festa passa a ser associada a Nossa Senhora das Candeias.

Hoje em dia, a tradição é fazerem-se crepes com a forma da Lua, a última lua nova de inverno, sendo como que um apelo ao regresso da primavera, após o inverno.

Ao longo desta semana, alunos e professores têm estado envolvidos na decoração das duas escolas para que este dia seja celebrado com cor e brilhantismo. De destacar a colaboração de professores do subdepartamento de artes visuais e de educação tecnológica, numa motivadora interdisciplinaridade.

No dia 2, os crepes serão confecionados por alunos do 1º ano Curso Profissional de Técnico de Restauração com a supervisão da sua formadora.

Vai ser uma atividade de fazer crescer água na boca!