Projeto – A Dança como interface de gerações

Justificação do Projeto:

   A escola enquanto célula social caminha no sentido da inclusão. Ao integrar valoriza as diferenças e ganha uma dimensão mais humana e rica. A dança é um domínio onde o diálogo pode ser, isto é, onde todos se podem encontrar. É uma expressão de arte e de bem estar.

  Uma escola inclusiva acolhe, valoriza, diferencia, individualiza e promove sinergias quer a nível dos atores educativos, incluindo os pais e encarregados de educação, quer chamando outros sujeitos do núcleo próximo, a geração dos avós dos alunos que dela fazem parte.

   A sociedade europeia ocidental tem vindo a descartar, apesar de nos normativos não ser assumido, um conjunto de cidadãos dito da terceira idade que foi acumulando experiências e cujo capital está a ser subvalorizado, incluindo no plano dos afetos.

   O diálogo intergeracional tem sido outra questão fissurante que importa resolver, pois a semântica social requer que todos se sentem à mesma mesa e comunguem das oportunidades, sabendo que o todo não pode ser uma simples soma das partes.

Objetivos:

   Pretende-se com este projecto juntar diversos atores a saber: professores, alunos, assistentes operacionais, pais e encarregados de educação de alunos de diferentes ciclos, e avós dos alunos, usando como veículo a dança.

   Queremos contribuir para a construção de uma escola mais humana, apelativa, motivadora e inclusiva e que estas aprendizagens e vivências se traduzam em termos societários.

   Em convergência com a filosofia defendida, a dança será a linguagem estruturante e facilitadora da comunicação e a escolha de uma docente e uma encarregada de educação para monitoras dos encontros, deixando margem para algum dos avós poder orientar outro tipo de dança para o qual possa estar preparado, será quanto a nós um elemento igualmente potenciador do diálogo.

Público alvo:

Docentes, técnico superior, assistentes operacionais, alunos, pais e encarregados de educação.

Recursos e materiais:

Ginásio da Escola Básica Júlio Brandão, computador e colunas de som.

 Resultados esperados:

Pretende-se através da dança juntar diversas gerações e promover competências relacionais e de afetos, bem como contribuir para que a Escola seja um lugar de partilha relacional e de saberes.

Operacionalização:

As diretoras das turmas 2, 4 e 8 do 5º ano e a professora titular da turma 1-BA do 1ª ciclo serão os elos de ligação entre os outros participantes no projeto, promovendo reuniões formais e informais de informação, motivação e ajuste ao delineado no projeto.

  Durante o ano letivo, além dos encontros regulares de periodicidade e horário a decidir por comum acordo, haverá momentos como no Natal em que se juntarão para partilha e convívio, podendo ser introduzido o conceito de slow food como elemento facilitador.

Ver Fotografias... Fotos do convívio de 16 de janeiro de 2015